quarta-feira, 31 de julho de 2013

Grande Aracaju: maturidade dos gestores

Grande Aracaju: maturidade dos gestores
Consórcio para resolver licitação na região metropolitana
“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.
Todo mundo já sabe que nunca foi realizada uma licitação para o transporte urbano em Aracaju e todo o Estado. Não adianta neste momento crucial onde o transporte público, principalmente em Aracaju, passa por uma crise enorme procurar remover o passado e colocar a culpa em todos os gestores.
A verdade é que todos que estão aí, já passaram pelo governo e pela prefeitura de Aracaju e, quando tiveram oportunidade, empurraram com a barriga a questão da licitação. Nos últimos anos, a administração municipal tentou, mas foi barrada por diversos processos judiciais.
Hoje muita gente fala em planilha, mas esquece um detalhe: como cobrar preços de empresas que estão no sistema sem uma licitação legal?  Como cobrar qualidade nos serviços prestados se não existe um contrato real? Como as empresas podem cobrar direitos se não existe uma licitação? Ou seja direitos e deveres são cobrados apenas de “boca”, porque para a Justiça tudo é ilegal.
Consórcio – Ontem, 30, numa demonstração de maturidade política, o governador em exercício, Jackson Barreto e os prefeitos João Alves (Aracaju), Fábio Henrique (Socorro), Rivanda Farias (São Cristovão) e Airton Martins (Barra) selaram a criação de um consórcio intermunicipal para resolver o problema. O governo do Estado é o ente jurídico responsável pela Grande Aracaju.
Se foi a melhor opção, só o tempo dirá. Mas ninguém poderá criticar os gestores por omissão. Estão tentando uma saída. E que ela seja célere e viável. Para o bem dos moradores da Grande Aracaju.

Fonte:Blog do Claudio Nunes

Nenhum comentário: