quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Blog do Claudio Nunes

Crescimento
Determinado político, Armando esclareceu que sua ascensão ao PRP se deve em função da necessidade de crescimento político do grupo que comanda no Estado, além de ser uma alternativa aos novos integrantes da política sergipana.Ele não esconde sua fidelidade ao grupo do qual fez parte, comandado em Sergipe por Marcelo Déda (PT), Jackson Barreto (PMDB) e pelo senador Valadares (PSB), acreditando que o foco do PRP será a abertura de espaços para formação de uma chapa proporcional alternativa visando à eleição de, pelo menos, três deputados estaduais, coligando-se na majoritária, mas não na proporcional.
Chapinha
“É o partido dos ex-deputados, ex-prefeitos que almejam voltar à cena política e também dos novos jovens, mulheres, advogados, médicos, profissionais liberais que desejam transformar, com idéias novas, a política sergipana. Vamos formar uma ‘chapinha’ que vai aglutinar todos esses sentimentos”, pontuou.
Candidatura
Cauteloso, porém, Armando Batalha diz que ainda não se definiu por candidatura própria nas eleição de 2014 e que o objetivo maior é o fortalecimento das forças políticas da qual faz parte, a gestão da prefeita Rivanda Batalha (PSB) em São Cristóvão, e os novos conceitos de gestão pública, com as aspirações modernas da sociedade.  Atualmente, o PRP tem Deputados Federais, Estaduais (inclusive em São Paulo), Vereadores, Vice-Prefeitos e Prefeitos atuando em todo o País. O seu compromisso é com sua “Bandeira Nacional”.

Nenhum comentário: