segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Marcos santana

Nota dos Partidos de oposição em São Cristóvão publicada no Jornal do Dia, edição deste domingo.

A FARSA EM SÃO CRISTÓVÃO
NOTA PÚBLICA
A Prefeita de São Cristóvão e seu marido tentam passar para opinião pública e para imprensa sergipana que estão sendo austeros na condução dos destinos do nosso município e para isso armaram um espetáculo pirotécnico de gosto duvidoso quando anunciaram cortes de despesas, dentre elas a redução do próprio salário e do secretariado e ainda a extinção de três secretarias e que na verdade é apenas um pano de fundo para esconder a falência de uma administração que após nove meses não mostrou a que veio. Pelo contrário, neste período só tomou medidas que prejudicaram a população de São Cristóvão.
Se a conduta do “casal dirigente” da nossa cidade fosse efetivamente de austeridade não teria tomado entre janeiro e setembro deste ano as medidas abaixo relacionadas:
• criação de gratificação de 150% sobre os vencimentos dos comissionados que só oneram a folha de pagamento (Art. 115, Lei Complementar 29/2013);
• contratação, sem licitação, por R$ 155,0 mil por mês, de empresa para prestar serviços ao SAAE, autarquia municipal concessionária do serviço de água e esgoto e que tem faturamento mensal de pouco mais de R$ 100,0 mil reais (Chamada pública 001/2013 SAAE);
• aquisição de uma quantidade absurda de “smartphones de 1a qualidade” conforme descrito no edital;
• locação de veículos sem a devida publicidade do processo licitatório, com o agravante que estes veículos estão em uso sem nenhuma identificação de que são veículos que estão a serviço da administração pública;
• aquisição de 22 aparelhos de ar condicionado para instalação no Instituto Deus É Tudo de propriedade do marido da Prefeita;
• Criação de uma bolsa alimentação no valor de R$ 450,00/mês para seus comissionados apaniguados que, por morarem todos em Aracaju, reclamavam da despesa que precisam ter para trabalharem em São Cristóvão (Lei 185/2013 de 01/07/2013).
• Contratação por inexigibilidade de Advogado no valor de R$ 100,0 mil reais para emitir parecer jurídico invalidando as Leis de 2011 e 2012 que reajustaram o piso salarial dos Professores naqueles anos. (Extrato de Contrato 011/2013 de 19/04/2013).
Pelo visto a atual administração está perdida, sem rumo, sem saber o que fazer. Num momento incha a máquina com gratificações, criação de cargos, etc., no outro, vem a público dizer que não estão cumprindo a Lei de Responsabilidade Fiscal e que terão que demitir servidores estáveis.
Aliás, esta administração incompetente elegeu como seus bodes expiatórios, os Servidores Públicos Municipais e contra eles assacam todo tipo de maldade.
Contra os Professores, que tiveram seus salários reduzidos em quase 60% com a revogação das leis de 2011 e 2012, a administração abriu processos administrativos por abandono de emprego, quando aqueles trabalhadores estavam em greve em defesa dos seus direitos.
Para os demais Servidores estáveis o “casal dirigente” sinaliza com demissões e para isso cria uma Comissão de Avaliação de Desempenho que terá o poder de apontar servidores demissíveis por, do ponto de vista desta comissão, não estarem cumprindo com as suas obrigações. Este é um processo ”kafkiano” carregado de subjetividade em seus critérios, com o intuito de demitir servidores por, simplesmente, discordarem da atual administração.
Repudiamos toda e qualquer forma de perseguição política, sobretudo, quando essa perseguição, oprime a nossa população, compromete o comércio local, e coloca os funcionários em situação humilhante, levando-os, inclusive, a passar fome! A prefeita foi eleita para administrar o município e para resolver os problemas que afligem o nosso povo. Não podemos aceitar de forma passiva o descaso e a forma como esta administração vem tratando o povo de São Cristóvão.
Por isso, em respeito ao povo de São Cristóvão, às nossas crianças, aos comerciantes, aos servidores públicos municipais e a todos os cidadãos sancristovenses e para reestabelecer a verdade, subscrevemos a presente nota.
Direções municipais:
PMDB – Partido do Movimento Democrático Brasileiro
PSD - Partido Social Democrático
PSDB – Partido da Social Democracia Brasileira
PSL – Partido Social Liberal
DEM – Democratas
PPS – Partido Popular Progressista

Um comentário:

JOSÉ FILHO disse...

Comenta se (desculpe me a falta do hífen, problema no teclado)que a nova gestão demitiu/afastou o coveiro da cidade, sinceramente não acredito que isto tenha acontecido, entretanto caso sejam verdadeiros os comentários, a citada administração assinou um atestado de burrice, pois não se mexe com juiz, padre, delegado e, principalmente, com o coveiro, porque é ele que naqueles momentos de dor nos ajuda a guardar os restos mortais de nossos ente queridos que partiram para a eternidade. Aproveitando o gancho sugiro, já que os políticos e os arremedos destes gostam muito de comparecer a velórios e enterros e pegar na alça do caixão,que tal fazer uma escala de coveiro e botar esses cabras para trabalharem?