sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Até que enfim...

Coveiros retomam atividades no cemitério de S. Cristóvão
Os funcionários foram exonerados e o enterros foram suspensos
Trabalhador faz a limpeza do cemitério (Fotos: Portal Infonet)
Os coveiros do Cemitério de Santo Antônio, situado no município de São Cristóvão retomaram as atividades no início desta semana, de acordo com a administração do local. Os cerca de 30 funcionários foram exonerados e o cemitério ficou sem coveiros, para realizar os sepultamentos.
Segundo informações dos moradores, os sepultamentos estavam sendo feitos pelos familiares, já que na havia funcionários. Um morador, que preferiu não se identificar, contou que presenciou familiares realizando o enterro de seu ente querido. “Eu vi um familiar cavando a cova para enterra seu parente. Essa situação perdurou por 15 dias. Hoje nós vimos uns homens realizando a limpeza das covas”, disse o morador.
A moradora Josefa de Souza, também reclamou da falta de coveiros. Segundo ela, a situação se agravou, já que os bandidos, sabendo que não havia coveiros no local, passaram a se esconder entre as covas. “A minha mãe está enterrada aqui e eu tenho medo ir até sua cova, já que há muito mato e não se sabe o que pode encontrar pelo caminho”, reclama.
Segurança
Genival e Josefa "Nós vivemos com medo dos assaltos"
A falta de segurança é também uma as queixas dos moradores. De acordo com a dona de casa Genivalda Araújo, os moradores têm sido alvo de bandidos, que se escondem dentro do cemitério. “Nós vivemos sob constante medo. A minha vizinha, por exemplo, foi assaltada semana passada. Um homem saiu de dentro do cemitério e levou sua bolsa”, conta.
Outro lado
A Prefeitura de São Cristóvão informou através de sua assessoria de imprensa, que a situação está regularizada desde a segunda-feira. Segundo a assessoria, todos os funcionários da prefeitura foram exonerados de seus cargos de comissão. Portanto, os dias em que o cemitério ficou sem os trabalhadores, estavam sendo feitas as recontratações dos cinco coveiros.
A prefeitura nega também, que o sepultamento de um cidadão da cidade teria sido feito pelo próprio filho  e que o mesmo teria sido obrigado a cavar sua sepultura.
Por Eliene Andrade 

Fonte:Infonet.com.br

Nenhum comentário: