quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Messias Gonçalves

Coitada da nossa querida São Cristóvão
Do leitor Messias Gonçalves: “Depois de um período sem ir a São Cristóvão, fui com a minha família no último domingo, prestigiar a “Feijoada dos Amigos da Vila Nova”. O seu foco foi um congraçamento entre os amigos e simpatizantes do amigo Douglas, visando à eleição para o Conselho Titular. Valeram a pena ir e ver os amigos. Mas ao mesmo tempo bateu uma forte tristeza ver o estado que se encontra muitas ruas e avenidas. Totalmente esburacadas. O acesso ao bairro Pintos, onde se localiza o balneário da bica, uma vergonha. Outra cena lamentável é a rua da feira. Mas o pior foi ver os meus conterrâneos, em grande número, acompanhados de baldes, latas vasilhames, carroças e carros de mão, indo em direção de um ponto que encontrasse água. Isso mesmo, água para beber, cozinhar, lavar pratos e roupas e tomarem os seus banhos. Como meu Deus uma cidade com um potencial riquíssimo em recursos hídricos em abundancia acima da média, ver o nosso povo sofrer como está sofrendo? Nos qua tro cantos do município existem mananciais para extirpar de vez esse sofrimento. Já são mais de duzentos dias. Não há justificativa para tanto descaso dos administradores municipais. A empresa que administra o sistema de abastecimento de água e esgoto é municipalizada. Não se trata da DESO. Neste caso somente a responsabilidade nas obras sanitárias. Temos tanta água que são várias empresas que comercializam água mineral no nosso estado. Onde está o MP que permite esses descasos? Povo sofrido não espere. Vão as instituições para que ninguém diga amanhã que não foram provocados. Que Deus abençoe a todos.”

Nenhum comentário: