sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

A Vergonha de Sergipe,São Cristovão,A Pior Educação do Estado

São Cristóvão tem a pior nota na avaliação do ensino público em SE

Educação nos 75 municípios sergipanos foi avaliada por professores.
Relatório de avaliação foi intitulado ‘Prova Final’.

Do G1 SE

O Sindicato dos Professores do Estado de Sergipe (Sintese) apresentou na manhã desta sexta-feira (27), um relatório da avaliação do ensino público de Sergipe intitulado ‘Prova Final’. Entre os municípios avaliados Aracaju e São Cristóvão obtiveram o pior resultado. Os professores das redes municipal e estadual avaliaram os 75 municípios sergipanos através de um questionário aplicado entre os dias 28 de outubro e 6 de dezembro de 2013.
A região metropolitana obteve a maior nota: 5,9. Já Aracaju a pior, com 3,9. A média na rede estadual foi de 4,6, ficando acima da registrada no ano de 2012, que foi de 2,1, a nota mais baixa dos últimos sete anos, de acordo com os dados da avaliação.
Para a presidente estadual do Sintese Ângela Melo, o resultado alcançado este ano não é o ideal, mas evoluiu. “Foi o ano que conseguimos negociar com o Governo do Estado o percentual de reajuste do piso para todos os professores independente do nível”, observa. Ela adianta que em 2014 os professores têm a expectativa de implantar já em janeiro o reajuste de 8,32%, além dos 22,22% do ano de 2012.

Mais de 8 mil professores responderam ao questionamentos. A cidade de Siriri, a 55 km da capital, ficou com a maior nota: 7,8. Já São Cristóvão, na região metropolitana, com a pior: 0,5.
De acordo com a presidente, o resultado de São Cristóvão reflete a realidade do município. “Os professores foram desprezados na condição de trabalhadores. Desvalorizados profissionalmente, com corte no salário de mais de 50%”, analisa.
O secretário da Educação de São Cristóvão Mario Jorge Oliveira Silva, admitiu que o município tem o pior índice de qualidade de ensino do estado. Mas, informa que já foram iniciadas reformas em escolas, adquiridos novos móveis e materiais didáticos, além da busca pela qualificação dos professores.
A Secretaria de Estado da Educação de Sergipe (SEED) informou através da sua assessoria, que não vai se posicionar sobre o assunto até receber o relatório oficial do Sintese. E disse também que a SEED segue padrões de avaliações oficiais como os utilizados pelo Ministério da Educação (MEC).
A ‘Prova Final’ é um ato realizado pelo Sintese desde 2004. Para a avaliação das políticas educacionais desenvolvidas em Sergipe cinco aspectos foram considerados: valorização profissional, gestão democrática, política educacional e a qualidade social do ensino, garantia de direitos do Plano de Carreira e Estatuto e condições de trabalho.

Nenhum comentário: