segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Marcelo Deda,"O Grande"





Lembro-me de quando era criança, já que nasci durante os anos mais duros da ditadura militar,e cresci nesse clíma ,e em minha família na sua maioria tinham como mitos na política sergipana,vários políticos do MDB, e no Brasil Ulisses Guimarães.
Esse grande grupo que cada vez mais conseguia simpatizantes, era a única esperança de ver alguma coisa mudar na política local, e nacional, os comícios na cidade eram verdadeiros acontecimentos, em uma época de ditadura tudo era ariscado, mais sempre nas eleições os candidatos da ditadura venciam com maioria esmagadora, mais a única coisa que não conseguia vencer era a vontade que tínhamos dentro de cada um, crianças, jovens, e idosos, comprometidos com a proposta de liberdade, isso eles não conseguiram retirar!
Já no inicio dos anos oitenta aparece uma novidade na cidade, uma sigla nova que era encabeçada por universitários, que trazia do ambiente acadêmico as idéias revolucionárias e progressistas,e o mais interessante que essa juventude muito criativa e que tinha como base as lutas estudantis, eram encabeçadas por um torneiro mecânico do ABC paulista,O então desconhecido por aqui, Luis Inácio da Silva o LULA.
Em Sergipe, encontrou apoio em um grupo de estudantes e intelectuais, entre eles Marcelo Deda.
Em São Cristovão jovens impulsionados por essa nova forma de se pensar política, e uma nova forma que questionava o poder antes quase inquestionável, nascia o partido dos trabalhadores, com varias lutas e campanhas na cidade, campanhas que marcaram uma geração, que escreveu uma pagina bonita na historia da cidade, e tínhamos como líder maior de toda essa transformação no pensamento político de uma boa parte da cidade,ele um semi Deus para nos nessa época, Marcelo Deda,que nasceu com o dom de liderar.
Deda foi o retrato da nova possibilidade política, a esperança que antes parecia não existir, agora aparece com um largo sorriso e um discurso empolgante e arrebatador, Deda conseguiu uma vitória que antes parecia impossível, renovando a cara do poder em Sergipe,ele representou tudo isso,talvez não tenha suprido todas as expectativas,talvez tenha frustrado alguns,ou muitos,mais o certo é que Deda foi um divisor de águas na política sergipana,e mostrou que o poder é do povo,basta o povo querer,mesmo que depois o povo fique de fora!
Lembro dos últimos acontecimentos,quando a praça são Francisco recebeu o titulo de patrimônio da humanidade,e foi comemorado na cidade o dia da sergipanidade, e o governador Marcelo Deda fez um discurso que ficou marcado na historia, para mim como o maior discurso de exaltação a cidade de São Cristovão de todos os tempos, Deda na sua fala demonstrou a luta de São Cristovão para ser cidade, desde sua fundação,suas guerras,sua libertação da Bahia,e a importância para a historia e cultura sergipana,foi um discurso apoteótico,todos que eram sancristovenses ali naquele momento, se emocionaram,foi arrebatador.
Deda foi o maior político da sua geração em Sergipe,e um dos grandes do Brasil,fica sua historia,seu legado,cheio de amor e habilidade politica,mais inegavelmente fica marcado como um dos grandes da política,homem de dialogo,habilidoso,mais tinha como arma,a oratória e o carisma.
Que Deus conforte a família,Sergipe perde um líder,a historia ganha um mito.

Fabio André

Nenhum comentário: