terça-feira, 21 de janeiro de 2014

São Cristovão e sua herança...

O que estamos vendo hoje nas ruas não é obra do acaso,a violência que vem tomando conta de nossa cidade é herança maldita de governos descompromissados com o bem estar de sua população.
São Cristovão até os meados da década de oitenta,como muitas cidades do interior Sergipano,não passava de um lugar pacato,com muitas famílias que se identificavam com sua cidade,ou que se identificaram em busca de oportunidades,já que na cidade tinha duas indústrias têxtil,e também pela sua proximidade com a capital sergipana.
A cidade conseguiu abrigar o maior festival cultural do nordeste brasileiro,o famoso festival de artes de São Cristovão,que mesmo sabendo que a cidade era apenas utilizada como cenário nesse contexto,era valido já que se impregnava o lugar de cultura,e arte!
Também no meado da década de oitenta,se tem a terrível ideia de invadir as terras da antiga fabrica de tecido São Gonçalo,para fazer um tipo de bairro,isso sem a minima infra-estrutura,e opior trazendo gente que em nada se identificava com a cidade,que até hoje nada acrecentaram a sociedade local.
Se criou então o bairro do Alto da Divineia,Alto de Itabaina,e Alto de Santo Antonio,com isso houve uma explosão demografica na região,sufocando bairros antigos como a Colonia Pintos,que tem como referencial a Bica dos Pintos,que sofre sua decadencia devido a o grande bolsão de miseria que se criou em sua volta durante anos.
Não se contentando, essa administração do meado da decada de oitenta,abre outro bairro e dessa vez com as condições estruturais ainda piores,por se tratar de uma area muito acidentada,e de brejo,é tanto que esse local tinha seu nome antigo de "Brejo",hoje Loteamento.
Nesse mesmo periodo crece a região do Rosa Elze,com a construção recente do Conjunto Brigadeiro Eduardo Gomes,Tijuquinha,Maria do Carmo,Luiz Alvez...
E esse tem se tornado um dos grandes problemas de nossa cidade,a imposição de uma nova população,sem o minimo compromisso com a nossa historia,sem se entegrar a essa historia,simplismente tendo a cidade como um local que teve a oportunidade de achar uma moradia,com isso não valoriza nossa historia,nossa cultura.
No centro histórico,a abertura desses novos bairros foi danoso a vida social da cidade,isso digo,bairros sem planejamento,a onde a população foi simplismente jogada sem a menor condição de estar ali,a onde a unica intenção foi agradar amigos e apadrinhados politicos.
O que vivemos hoje,não foi construido de um dia para outro,as nossas mazelas foram se acumulando ao longo de anos.
A violência que assistimos,tem como maior aliado a falta de investimento em educação,e o reflexo disso estamos vendo nas ruas da nossa cidade,gerações sem objetivos,tendo apenas como meta,arranjar o dinheiro para a próxima farra,uma geração que passara como outras,sendo apenas massa de manobra de facil manipulação por aqueles que detém o poder.
O investimento em educação,ao que parece,é proibido,é assunto que não pode ser tocado nesse lugar,parece que investimento em educação para administradores é luta dos inimigos professores,que com suas lutas afastam qualquer possibilidade de dialogo,investimento em educação também é salários justos para esses profissionais,mais não é só isso,as nossas escolas,estão sucateadas,e não é de hoje,não me venham com esse discurso hipócrita,a ultima administração deixou as escolas no padrão Haiti,queríamos que fosse no padrão FIFA,mais não foi.
A cidade sofre hoje,o acumulo de erros,e equívocos de todos os filhos e moradores,muitos poderia ter ajudado,não ajudaram,deixaram que a cidade caísse em mãos descompromissadas com o seu futuro,e estou falando não é de hoje,é em mãos erradas de filhos da cidade,que não fizeram pela cidade epelo seu povo,muitos deles pensaram só no poder,e em si,mais nada.
É triste sabermos que temos talentos em todas as áreas,e que nunca contribuíram com sua cidade,nunca pensaram de forma coletiva,mais sempre no individual,poderíamos citar inúmeros exemplos,e você sabe vários,mais tenho certeza que essas pessoas sempre fazem essa pergunta a si mesmo," o que eu poderia ter feito?",e isso é o que mais deve doer!
Que as novas gerações possam entender,a cidade é nossa,nunca vai deixar de ser,lute por ela!

Nenhum comentário: