segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Presidiário é apontado como líder de quadrilha de tráfico de drogas em SE

Grupo tinha seis adultos e um adolescente, todos foram detidos.Com eles, foram encontradas quatro armas, cocaína e mais de R$ 47 mil.

Marina Fontenele Do G1 SE
Comente agora
Material apreendido no carro e residências dos envolvidos no crime (Foto: Marina Fontenele/G1)Material apreendido no carro e nas residências dos envolvidos no crime (Foto: Marina Fontenele/G1)
O delegado Marcelo Ferreira, delegado do Departamento de Narcóticos (Denarc), detalhou nesta segunda-feira (3) a operação que resultou na prisão de quatro homens, duas mulheres e apreensão de um adolescente de 17 anos. Todos são suspeitos de envolvimento com tráfico de drogas, esquema comandando por um detento do presídio de Tobias Barreto, em Sergipe.
Com o grupo, foram encontrados 12 quilos de cocaína, uma pistola Ponto 40 e 34 munições, uma pistola 380, um revólver calibre 38, uma espingarda calibre 28, seis cápsulas plásticas com a droga, duas balanças de precisão, uma prensa, moldes para a prensa, dois veículos e mais de R$ 47 mil em dinheiro.
Marcelo Cardoso, delegado do Denarc (Foto: Marina Fontenele/G1)"Irmãos e namorada do detento seguiam as ordens
dele", afirma delegado (Foto: Marina Fontenele/G1)
“Foram três meses de investigação até conseguimos desarticular a organização criminosa que era comandada por um detento do presídio de Tobias Barreto. Dos presos, dois são irmãos desse traficante que já é condenado a mais de 20 anos de reclusão. Uma das mulheres, de 18 anos, é namorada do presidiário”, afirma Marcelo.
Na sexta-feira (31), foram presos os três primeiros suspeitos quando estavam em um posto de combustíveis próximo ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Eles estavam em um carro com 12 kg de cocaína.
  •  
  •  
Operação resultou na apreensão de dois veículos e quatro armas (Foto: Marina Fontenele/G1)Operação resultou na apreensão de dois veículos e quatro armas (Foto: Marina Fontenele/G1)
Após a prisão deles, os agentes do Denarc juntamente com os policiais da Divisão de Inteligência e Planejamento Operacional (Dipol) e Grupamento de Ações Táticas do Interior (Gati) se deslocaram até o Conjunto Roza Elze, em São Cristóvão, e aos bairros Sanatório e Cidade Nova, ambos em Aracaju, para realizarem o restante das prisões. Em uma das residências havia R$ 45.030,00 e em outra mais R$ 2.230,00.

Nenhum comentário: