quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Suspeitos de latrocínio que vitimou comerciante são apresentados em SE

Crime ocorreu no dia 28 de janeiro no Bairro Jardim Centenário, em Aracaju.
Vítima, de 42 anos, foi morta a tiros dentro de mercearia.

Denise Gomes e Marina Fontenele Do G1 SE

Trio foi identificado por testemunhas após ser preso por sequestrar estudante em Laranjeiras (SE) (Foto: Marina Fontenele/G1)Trio foi identificado por testemunhas após ser preso por sequestrar estudante em Laranjeiras (SE) (Foto: Marina Fontenele/G1)
A Secretaria da Segurança Pública de Sergipe (SSP-SE) apresentou na manhã desta quarta-feira (12), três suspeitos de um latrocínio que vitimou uma comerciante no dia 28 de janeiro no Bairro Jardim Centenário, na Zona Norte de Aracaju (SE). O trio foi detido no dia 6 de fevereiro após sequestrar um estudante que deixava o campus da Universidade Federal de Sergipe, em Laranjeiras, na região metropolitana da capital. Na ocasião, um adolescente, de 17 anos, também foi apreendido por uma equipe do Grupo Especial de Repressão e Buscas (Gerb).

De acordo com o delegado Paulo Márcio Ramos Cruz, após a prisão dos jovens e a divulgação do caso na imprensa, a polícia começou a receber várias ligações de pessoas, que haviam reconhecido o trio, que seria responsável por outros crimes, entre eles, o latrocínio no Jardim Centenário. Após investigações, o delegado concluiu que não havia dúvidas quanto à participação deles no crime, que vitimou a comerciante. “A participação da população através do Disque-Denúncia foi de extrema importância para identificar os suspeitos. Todos têm ficha criminal extensa. Um deles, por exemplo, já passou quase dez anos preso por tentativa de homicídio, tráfico de drogas e porte ilegal de armas”, afirmou.
Segundo o delegado, o assalto foi anunciado por Rogério de Jesus, de 29 anos. Israel Nascimento dos Santos, de 18 anos, entrou na mercearia com a arma em punho e atirou contra a comerciante, que se aproximou do caixa repentinamente, onde estava o irmão dela, que havia sido rendido pelos suspeitos. O terceiro envolvido, Emerson Correia Gomes, de 19 anos, aguardava em um veículo utilizado na fuga.
Delegado Paulo Márcio Ramos Cruz investigou o latrocínio (Foto: Marina Fontenele/G1)Delegado Paulo Márcio Ramos Cruz investigou o
latrocínio (Foto: Marina Fontenele/G1)
“Eles não conseguiram levar o dinheiro do caixa. Segundo informações, a primeira abordagem ao estabelecimento foi frustrada pelo irmão da vítima, que estava no caixa, e teria trocado tiros com eles. O trio acabou fugindo, mas retornou cerca de dois minutos depois. Foi então, que a comerciante acabou sendo morta. Os suspeitos negam a autoria do crime, apesar das circunstâncias. No entanto, temos depoimentos de três testemunhas oculares que os reconheceram como os autores”, destacou o delegado.
Um dos presos, Rogério de Jesus, estava em liberdade condicional quando cometeu os crimes. “A família tem que prestar atenção direito, porque não foi a gente que matou essa mulher. A pessoa não pode pagar pelo que não fez e Deus até castiga quem acusou injustamente”, disse Rogério.
O trio irá responder por latrocínio, tentativa de sequestro, roubo, porte ilegal de arma e formação de quadrilha.

Nenhum comentário: