sexta-feira, 7 de março de 2014

Acusado de vários crimes na região de São Cristovão,matador se diz inocente


Fábio Júnior de Oliveira Santos é acusado de quatro crimes
Fábio Júnior de Oliveira diz que matou apenas duas pessoas (Fotos: Portal Infonet)
Foi preso por policiais da 5ª Divisão do Departamento de Homicídios, Fábio Júnior de Oliveira Santos, 34 anos, acusado de prática de homicídios no município de São Cristóvão. O acusado foi preso no povoado Carapatinga no município de Brejo Grande no dia 4 de março.
Segundo a polícia, o suspeito é acusado de matar José Ariclenes do Amor Divino em 2008 [o próprio primo], José Jorge da Silva em 2012, Marcos Antônio Dias de Oliveira em 2013 e Jenilson Santana dos Santos este ano. Para a polícia, o acusado agia em parceria com Roberto Raimundo de Oliveira, o “Terra Preta” que já está preso desde 2013.
De acordo com a delegada Rosana Freitas, a polícia já vinha investigando Fábio há cerca de oito meses. “Passamos oito meses fazendo investigações para prendê-los e só agora depois da morte de Jenilson que segundo a família teria sido assassinado a mando de Fábio e terra preta em razão da participação do Jenilson no processo da morte de marcos. Oficial são seis crimes, mas em dois ele foi absorvido, os outros quatro ainda estão em andamento. A partir da morte de Marcos, minha equipe realizou investigações, e as testemunhas ouvidas relataram a participação de Fabio em outros delitos”, diz
Mito de matador
Segundo a delegada Rosana Freitas, a polícia vai investigar a suposta lista 
A polícia ainda investiga uma suposta lista de 12 pessoas que estariam para ser mortas por Fábio. “Ele nega a existência dessa lista e que os homicídios praticados foi em defesa dele, já que as pessoas o ameaçaram e que em momento algum ele mandaria recado ou faria ameaças. Só com o aprofundamento das investigações vamos poder afirmar se existia essa intenção de matar outras pessoas ou se foi gerado por conta do medo da população já q ele ainda não tinha sido preso”, esclarece.
O acusado também é tido na região de São Cristóvão como “matador de traficante”. “Alguns apontam ele como o executor de traficantes que o contratariam para executar pessoas, mas isso não foi confirmado, porque as vítimas que foram mortas por Fábio não tinham envolvimento com droga. Com isso, essa denúncia será chocada para que demos resposta a essa possibilidade”, afirma  a delegada.
'Nunca fui terrorista'
Ao falar com a imprensa, Fábio Júnior garante que matou apenas duas pessoas. “Estou aqui para provar minha inocência. Só matei duas pessoas, uma em 2008 e o de 2013. Não existe essa lista. Sou inocente e nunca fui terrorista”, garante
Por Aisla Vasconcelos

Fonte:Infonet.com.br

Nenhum comentário: