sábado, 8 de novembro de 2014

Famílias despejadas de terreno aguardam decisão judicial
Reintegração de posse foi realizada na última sexta-feira, 7
Reintegração de posse foi realizada na última sexta-feira, 7 (Foto: arquivo Portal Infonet)
As famílias despejadas de um terreno no Alto da Boa Vista, em São Cristóvão, continuam aguardando uma solução para o problema de suas moradias. Após a reintegração de posse ocorrida na última sexta-feira, 7, parte das famílias foi para casa de parentes, enquanto outras ocuparam uma área nas proximidades do antigo terreno.

O líder da ocupação, Gilberto Oliveira, conta que muitas famílias tiveram de deixar os móveis e pertences na rua ou nas calçadas das casas dos parentes. “Alguns montaram uns barracos provisórios em uma área mais à frente, mas tiveram de colocar lonas para cobrir e proteger os móveis, que estão do lado de fora da casa dos familiares ou pelas ruas”, lamenta.

Gilberto conta que nesta segunda-feira, 10, as famílias participarão de uma reunião com representantes da Defensoria Pública. “Participaremos de uma reunião para saber o resultado de uma ação que pede que a Prefeitura de Aracaju ou São Cristóvão nos conceda o auxílio moradia”, explica.

Ainda de acordo com ele, caso não haja uma decisão favorável, as famílias irão realizar atos pela cidade. “Queremos chamar a atenção da sociedade para atuação do poder judiciário que tomou uma decisão sem antes resolver a nossa moradia, que é um problema social. Temos diversas crianças e idosos sem moradia. Queremos que seja criado um sistema para que, pelo menos em caráter de urgência, seja concedido o auxílio moradia para todas as famílias”, diz.a
Ação

Segundo informações do defensor Miguel Cerqueira, a ação ajuizada pela Desenforia Pública pede que a Prefeitura de Aracaju ou de São Cristóvão providence, provisioriamente, um local para estas famílias, e realize a concessão do auxílio moradia. A ação pede ainda que o estado declare o terreno como área de utilidade pública e determine o desapropriamente para fins de construção de moradia popular.

Terreno

Há cinco anos, 120 famílias ocupam a área que, apesar de está localizada no Alto da Boa Vista, em São Cristóvão, se confunde com a Zona de Expansão de Aracaju.  A propriedade pertence a um geólogo e foi adquirida na década de 1970. A reintegração de posse foi realizada nesta sexta-feira, 7, com apoio da Polícia Militar.
Por Verlane Estácio

Fonte: infonet. com.br

Nenhum comentário: