segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

A pior educação publica de Sergipe

Prova final: Governo obteve 2,6 e São Cristóvão 0,5
Foram avaliados aspectos como a gestão democrática e condições
Governo do Estdo obteve 2,6 seguido de São Cristóvao com a pior nota 0,5 (Fotos: Portal Infonet)
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Sergipe (Sintese) divulgou nesta segunda-feira, 29, o resultado da “Prova Final da Educação Pública de 2014”. Como todo o final de ano, membros do sindicato estiveram reunidos no calçadão da Joao Pessoa, centro da capital sergipana, para divulgar as notas concedidas pelos educadores aos prefeitos dos 74 municípios sergipanos [Aracaju fica de fora da lista, pois os professores da rede municipal aracajuana são filiados ao Sindipema].
Para a obtenção das notas, os gestores foram avaliados quanto ao aspecto da Valorização Profissional, Gestão Democrática, Política educacional e a qualidade social do ensino, Garantia de direitos do Plano de Carreira e Estatuto e Condições de trabalho.
Das notas apresentadas, o município de São Cristovão obteve o pior desempenho avaliado pelos docentes, se comparado a todos os municípios analisados, e recebeu a nota mais baixa, o equivalente a 0,5 [reprovado]. Quanto ao Governo do Estado, a nota foi de 2,6. A surpresa foi à gestão do município de Siriri que obteve a melhor nota 7,0.
Avaliação feita a gestão municipal 
Após o resultado, a presidente do Sintese, Angela Melo fez sua avaliação. “Na grande maioria, os gestores públicos foram reprovados nessa avaliação. Esse ano é o oitavo ano que o Síntese realiza a nota dos gestores que é uma nota atribuída pelos professores levando em consideração alguns critérios como gestão democrática, as estruturas das escolas e avaliação profissional. Mais uma vez, os professores estiveram reprovando o governo através das suas ações implementadas na área da educação, onde o governador teve a nota de 2,6”, diz.
São Cristóvão
Segundo Angela Melo, a pior nota concedida ao município de São Cristóvão se deve a retirada de direitos dos professores pela gestão atual. “A administração de São Cristovão assim que assumiu o mandato, já assumiu retirando o direito dos servidores e os professores vêm constantemente sem diálogo com a categoria”, afirma a presidente.
Angêla Melo fala da avaliação 
Governador é tratado como papai cruel 
Cartomante faz as previsões 
Foto dos secretários como 'Legião do Mal'
Em abril deste ano, os professores realizaram uma vigília na porta da prefeitura com o objetivo de reivindicar os cortes de salário dos professores.
A equipe do Portal Infonet entrou em contato com a assessoria de comunicação do município que ficou de nos dar uma reposta posteriormente.
Avaliação
A “Prova Final da Educação Pública” é uma avaliação realizada pelo SINTESE onde os educadores avaliam anualmente como as 74 administrações municipais e o governo do estado conduziram a política pública educacional.
Descontração
Durante o evento, diversos painéis foram afixados no calçadão como forma de protesto pela atuação do Governo do Estado ao encaminhar um projeto de lei para a Assembleia Legislativa fazendo a retirada dos direitos dos servidores, bem como dos 16 deputados que votaram a favor do projeto.
Uma cartomante também fez a alegria de quem passou pelo calçadão. De forma irreverente, ela apostou nas previsões nada animadoras para 2015.
Governo
A assessoria do Governo do Estado encaminhou uma nota ao Portal.
"A Secretaria de Estado de Educação não leva em consideração qualquer nota atribuída pelo SINTESE. O que os técnicos da SEED absorvem como parâmetros  são as avaliações feitas pelo Ministérios da Educação através do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), por exemplo, que tem metodologia definida e avaliam, com transparência, a qualidade da educação em todos os estados brasileiros.
A SEED informa ainda que desconhece a metodologia e a forma como os dados são obtidos para chegar a esta nota do SINTESE. Portanto, a avaliação não é levada em consideração para qualquer ação pedagógica. Não importa se é Zero ou dez".

Fonte:infonet. com.br

Nenhum comentário: