quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Violência em Sergipe

Comerciante é morto em assalto na Coroa do Meio
Dois homens de bicicleta cometeram o crime e fugiram
Comerciante é atingido dentro da própria casa comercial (Fotos: Portal Infonet)
O comerciante Samuel Nunes da Cruz, 44, foi morto com seis tiros durante assalto ocorrido no início da tarde desta quinta-feira, 11, na Coroa do Meio, em Aracaju. A vítima estava em atividade, no próprio estabelecimento comercial do segmento da construção civil localizado na rua Aloísio Campos quando os dois bandidos chegaram no local e anunciaram o assalto.
Há suspeita que os dois bandidos estavam armados e ambos teriam disparado os tiros. O comerciante foi atingido por seis tiros na altura do tórax, nas costas e também no rosto, segundo os primeiros levantamentos realizados pelas polícias civil e militar. Os dois marginais colheram todo o dinheiro que estava no caixa, mas o montante ainda não foi avaliado.
Os tipos de armas usadas pelos criminosos ainda não foram identificados. O perito José Raimundo, do Instituto de Criminalística, informou que, no momento, não foram encontradas cápsulas que possibilitasse a identificação da arma. O tenente Carlos Júlio de Jesus, supervisor do 8º Batalhão, esteve no local, mas não soube informar se o comerciante estava sozinho no momento do crime. “Quando chegamos aqui, só encontramos a vítima deitada, já morta”, comentou.
Crime chama atenção da comunidade
Uma equipe de agentes da polícia civil também esteve no local, mas até o momento não identificou pistas que levem à autoria do crime. Os policiais estão à procura de vestígios e fazendo levantamento para observar se há câmeras de segurança nas proximidades que possam ter capturado imagens dos criminosos.
O crime chocou a vizinhança, que desabafa condenando a violência e a falta de leis mais severas que possam coibir a violência, mas prefere manter-se anônima. “Este país tem que ter pena de morte, um crime bárbaro desse e o marginal foge e nada acontece com ele, enquanto o pai de família trabalhador acaba assim: morto”, desabafou uma mulher, sem esconder a revolta.
Um dos tios do comerciante informou que a vítima deixa dois filhos, uma com onze anos e outro com oito anos. “Esta é a segunda vez que ele é assaltado”, revelou, sem querer ser identificado. Da primeira vez, os bandidos roubaram, fugiram e deixaram grande trauma. “A mulher dele [do comerciante] nem vinha mais aqui porque ficou traumatizada com o primeiro assalto e a gente já estava procurando outro local para ele manter o comércio”, revelou o tio.
Peritos fazem levantamento no local
A comunidade pode contribuir para desvendar o crime, transmitindo informações por meio do disk denúncia da Secretaria de Estado da Segurança Pública, o número telefônico 181. A ligação é gratuita e a identidade do cidadão será mantida em sigilo.
Por Cássia Santana

Fonte:infonet.com.br

Nenhum comentário: