quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Prisão Absurda de Agentes Públicos!!

Agentes do Cenam saem do Presmil sob emoção
Familiares e colegas acompanham libertação de agentes
Momento em que os agentes foram libertados (Fotos: Portal Infonet)
Depois de quase uma semana de prisão, os nove agentes de segurança e de medidas socioeducativas do Centro de Atendimento ao Menor (Cenam) foram libertados na tarde desta quinta-feira, 15. Um grupo de colegas de trabalho, sindicalistas e familiares, inclusive filhos, aguardaram com expectativa o momento da libertação dos agentes, que foram beneficiados com o alvará de soltura expedido pela desembargadora substituta Bethzamara Rocha Macedo.
Os alvarás de soltura foram expedidos individualmente e chegaram ao presídio militar por volta das 13h, conduzidos pela oficial de justiça Rosimeire Mesquita. Às 14h30, os agentes alcançaram o portão principal do presídio sob aplausos dos colegas e familiares. Os réus evitaram a imprensa e realizaram uma estratégia para não serem fotografados, misturando-se a outros colegas que os aguardavam na porta do Presmil.
A direção do presídio só permitiu o acesso dos demais agentes à área interna no momento em que os agentes estavam efetivamente saindo.
Emoção
O primeiro a ser abraçado pelos colegas foi Sidney Guarani, presidente do Sindicato dos Agentes de Segurança e de Medidas Socioeducativas, que está no rol dos réus que foram presos no dia 9 deste mês por determinação do juízo da 6ª Vara Criminal.
Por volta de meio-dia, familiares e agentes começaram a chegar à porta do presídio, aguardando aquele momento. As esposas falaram com jornalistas, mas pediram para não serem identificadas nem fotografadas. “Hoje o sentimento é de alívio, de alegria, sabendo que, em parte, a justiça está sendo feita”, desabafou uma delas, recebendo aplausos das demais. “Os dias que eles estavam presos foram de sufoco: triste, sem comer, sem dormir, perdendo emprego porque ninguém tinha estrutura para ir para o trabalho”, complementou uma outra. “Foi um sentimento de indignação, do filho que nasceu ao filho mais velho, todos revoltados”, resumiu uma terceira esposa de um dos agentes presos.
Nos bastidores, os familiares não queriam que os jornalistas fotografassem os agentes libertados e, antes de serem colocados em liberdade, os agentes se reuniram nas dependências do presídio e decidiram que sairiam misturados aos demais que os aguardavam do lado de fora para não serem identificados.
Oficial de justiça [à direita] deixa o presídio após cumprir os alvarás de soltura
O diretor do Sindicato dos Agentes, Valteno Marques, informou que o presidente Sidney Guarany concederá entrevista coletiva na próxima segunda-feira, 18. O local e o horário serão divulgados posteriormente.
Para o sindicalista, o processo movido pelo Ministério Público contra os agentes do Cenam e da Unidade de Internação Provisória (Usip) tem cunho político. Seria, na ótica do representante do sindicato, uma represália contra as denúncias do sindicato que envolve irregularidades na gestão da Fundação Renascer e fragilidade do sistema de atendimento a adolescentes em conflito com a lei. “Mas não vamos nos calar”, avisa.
Por Cássia Santana

Fonte: infonet. com.br

Nenhum comentário: