quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Violência e Crueldade nas Ruas de Sergipe

Polícia
      
29/1/2015 00:43:44
DOIS MENORES ASSASSINAM JOVEM COM TIRO NA CABEÇA, APENAS PARA ROUBAR SEU CELULAR

Dois marginais assassinaram, na noite desta quarta-feira (28), no Bugio, a jovem Gabriela da Purificação Santos, de 18 anos, com um tiro na cabeça, depois de assaltá-la para levar o celular. Não houve reação por parte da vítima, mesmo assim os bandidos resolveram matá-la friamente. O tiro atingiu a região frontal da cabeça e Gabriela morreu em frente ao Colégio Paulo Costa, depois de encerrada as au
Ambulância teria chegado ao local quando a vítima ainda respirava, mas ela não resistiu. A família chegou ao local e todos se mostraram revoltados com a violência que se registra no local, onde também funciona pontos de drogas, praticamente sem qualquer ação que impeça a venda.
Segundo grupo “24hrs de Notícias” (sic), no Whatsaap, o local em que ela morreu no Bugio estava escrito na parede: “o mundo pode dar muitas voltas, você pode passar por muitos lugares, mas o seu final será aqui”.
Segundo informação do grupo “Defesa da Cidadania”, postada pelo jornalista Ademar Queiroz, a polícia conseguiu prender os dois assaltantes, que foram levados para a Delegacia Plantonista. Quem atirou e matou Gabriela foi um menor já conhecido no mundo do crime por “Pepita”.
Nas rede sociais dezenas de pessoas se mostraram indignadas pela forma como são tratados os assassinos que têm menor idade, mas se comportam como bandidos cruéis. Todos os comentários mostram indignação pela complacência jurídica em relação ao menor delinquente, que, pela imunidade, se acham “livres para matar”.
O jornalista Ricardo Marques, apresentador de TV, que já há algum tempo vem denunciando o aumento da violência em Aracaju e por todo o Estado, sugeriu nos grupos sociais um “pacto pela vida”, além de cobrar do Governo uma ação emergente contra a violência que amedronta a cidade.

Nenhum comentário: