segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Fiscalização vai ser mais intensa contra a farra dos táxis lotação em Aracaju

MPE cobra maior fiscalização no fluxo de táxi-lotação
Pela SMTT de Aracaju foi dito que realiza fiscalizações
Audiência contou com representantes dos taxistas (Foto: Portal Infonet)
Taxistas da capital e grande Aracaju participaram nesta segunda-feira, 23, de uma audiência no Ministério Público Estadual (MPE). O objetivo foi discutir a circulação de táxi lotação na região metropolitana da Capital.
Na oportunidade, o representante do sindicato dos Taxistas informou que há uma desordem na entrada e saída de veículos lotação de Barra dos Coqueiros, São Cristóvão e Nossa Senhora do Socorro, em razão da ausência de punição severa pelos órgãos de fiscalização e controle.
Visando uma melhor fluidez e para evitar transtornos, a promotora Euza Missano da promotoria do consumidor, solicitou que a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) promova a fiscalização intensiva na região metropolitana para que não deixe o sistema entrar em colapso. “O MP já vem há vários anos tentando disciplinar essa situação do transporte de passageiro remunerado na capital metropolitana porque é inviável que permaneça essa situação de invasão no sistema e isso prejudicando os taxistas de Aracaju. É preciso que haja mais fiscalizações para que se possa controlar o número de veículos de táxi que circulam pela região metropolitana”, afirma.
Pela SMTT de Aracaju foi dito que o órgão vem realizando fiscalizações constantes, notadamente quanto a invasão da região metropolitana, mas que há três viaturas e 25 agentes atualmente, somente para fiscalização do transporte remunerado de passageiros por táxi. O órgão reconhece ser alarmante o número de veículos que invadem o sistema de Aracaju e que tem aplicado às sanções previstas na lei aos táxis clandestinos.
Por Aisla Vasconcelos

Fonte:Infonet.com.br

Nenhum comentário: