segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Violência em Sergipe

Suspeitos de morte compartilhavam arma para atos infracionais
Adolescentes de 17 anos teriam matado comerciante por causa de dívida. Arma do crime e relógio da vítima foram encontrados.
23/02/2015 12h53 - Atualizado em 23/02/2015 12h53
Do G1 SE
Material apreendido com os adolescentes (Foto: Marina Fontenele/G1)Material apreendido com os adolescentes (Foto: Marina Fontenele/G1)
Dois adolescentes de 17 anos suspeitos de envolvimento na morte de um comerciante foram apreendidos após investigação da Polícia Civil. O crime aconteceu no dia 22 de janeiro deste ano no bairro Mosqueiro, na Zona de Expansão de Aracaju.
Os jovens foram apreendidos no bairro Industrial, nas casas onde moram. Segundo a delegada Juliana Alcoforado, eles conheciam a vítima há cerca de um ano e que faziam trabalhos ocasionais para o comerciante.
“A vítima devia um dinheiro. Na manhã do dia do crime eles combinaram de realizar um trabalho na região do Mosqueiro já visando a prática do crime. Chegando numa rua sem saída, eles anunciaram o assalto e alvejaram a cabeça da vítima. Em seguida, eles fugiram levando o veículo do empresário, um Fiat Strada branco, além do celular e um relógio”, explica a delegada.
Um dia após o latrocínio, o veículo da vítima foi abandonado nas imediações da ponte que liga Aracaju a Barra dos Coqueiros. A arma usada na prática do delito, um revólver calibre 32, foi localizado na residência de outro adolescente amigo dos suspeitos. O relógio da vítima também foi recuperado com um receptador. Um simulacro de arma de fogo também foi encontrado.
“Os adolescentes confessaram a prática do ato infracional semelhante a latrocínio e ficarão internos no sistema de ressocialização de menores. Ficou claro que a arma compartilhada pelos jovens era usada para cometer delitos como roubos, eles usavam conforme a necessidade de cada um”, conclui Alcoforado.


Nenhum comentário: