domingo, 24 de maio de 2015

E São Cristóvão?? Sera que Sabem que a Cidade Esta um Caos??

Prefeita de Itaporanga cria força tarefa para reconstruir casas e ponte destruídas pelas chuvas


As fortes chuvas deste final de semana provocaram prejuízos a centenas de famílias em Itaporanga D’Ajuda. O temporal foi o suficiente para moradores perderem móveis e até mesmo as casas. De acordo com a Secretaria Municipal de Obras e Transportes, as águas invadiram casas e várias ruas foram alagadas, deixando o acesso às comunidades intransitáveis.
Desde ontem a prefeita Maria das Graças (Gracinha) e os técnicos da Secretaria de Obras estão percorrendo os pontos mais críticos da cidade e adotando medidas emergenciais.
O Povoado Chindubinha está prejudicado, já que a ponte foi levada pela correnteza, deixando mais de 30 famílias ilhadas. (Foto: PMI)
O Povoado Chindubinha está prejudicado, já que a ponte foi levada pela correnteza, deixando mais de 30 famílias ilhadas. (Foto: PMI)
“Infelizmente as chuvas deste final de semana acabaram trazendo prejuízos para vários moradores. Nossa equipe está visitando essas comunidades para analisar os problemas ocasionados pelas chuvas e colocar em ação medidas que possam, pelo menos de imediato, amenizar o sofrimento dessas famílias e, claro, tentar consertar o que foi destruído pela natureza”, diz Igor Garcez, secretário de Obras e Transportes.
Ao lado de secretários e engenheiros da Secretaria de Obras e Transportes, a prefeita Gracinha esteve logo cedo visitando as comunidades afetadas pelas chuvas e adotando medidas que visem reparar os danos causados aos moradores.
“Viemos a essas comunidades observar de perto o que realmente aconteceu. Para a nossa surpresa nos deparamos com uma situação de destruição em muitos pontos da cidade e de alguns povoados. Vamos ter que trabalhar firme para reconstruir o que foi destruído e, se for o caso, pedir ajuda ao Governo do Estado. Também já acionamos a Secretaria de Assistência Social para dar toda a assistência necessária às famílias que estão desabrigadas por causa das chuvas. É um cenário de guerra, mas estamos agindo para amenizar o sofrimento dessas famílias”, diz preocupada a prefeita.
Comandada pessoalmente pela prefeita, a equipe técnica da Prefeitura visitou os locais mais afetados pelas chuvas. No Povoado Tapera, duas casas desabaram e outras cinco sofreram com alagamentos na sede do município, prejudicando 21 pessoas. Quatro casas também desabaram, sendo duas na Rua das Lajes e duas no Loteamento Santo Antônio, conhecido por Morro. O Povoado Chindubinha está prejudicado, já que a ponte foi levada pela correnteza, deixando mais de 30 famílias ilhadas. Já no Povoado Rio Fundo da Cachoeira as benfeitorias públicas realizadas na comunidade foram perdidas com as chuvas. Na Praça Sílvio Garcez, no Centro da cidade, árvores caíram e destruíram os canteiros.
A Secretaria de Obras disponibilizou Retroescavadeiras, Tratores, Caçambas e Caminhões, além de dezenas de operários, para agilizar o trabalho de recuperação das vias destruídas.
Por meio da Secretaria de Ação Social, a Prefeitura já executou ações de assistência as famílias, doando cestas básicas, transporte para retirar os pertences das casas destruídas e encaminhou seis famílias para o aluguel social até que suas casas sejam recuperadas.
O Ginásio de Esportes do município foi colocado à disposição das famílias desabrigadas até que a Prefeitura encontre casas que estejam disponíveis para aluguel.
 Acompanhe o SE Notícia
s

Nenhum comentário: