sábado, 9 de maio de 2015

Sócrates Prado...

Vejam a que ponto chegou a nossa querida São Cristóvão. Essa é a nossa prefeitura aliás era porque o que se vê é um prédio em ruínas prestes a desabar é o cartão postal da praça principal da cidade.
Gostaria de saber quem são os responsáveis por esse absurdo. Prefeitura ou Iphan? Ou os dois?
Porque essas coisas só acontecem em São Cristóvão.
Aqui fica meu repúdio e indignação.



Um comentário:

Henrique Braga disse...

Amigo Sócrates, comungo com sua indignação e posso lhe afirmar que a irresponsabilidade pelo estado em que encontra-se o prédio é do IPHAN ( Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), é preciso que pessoas como você que sente-se indignado com essa situações que vá ao Ministério Público Federal ajuizar uma ação contra o IPHAN( Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), e pedir para que o Ministério Publico Federal autorize ao município a reiniciar a restauração do prédio e mais, pedir que o IPHAN possa ressarcir o município pelos alugues de espaços onde funcionam os setores que deveriam estarem funcionando no prédio, desde o período que foram embargada a restauração. Na época o município deveria gastar algo em torno de R$ 50,000.00 ( cinquenta mil reais) já o IPHAN fez um orçamento de R$ 700,00.00 (setecentos mil reais), tenho cópia desse orçamento.
Se você fizer isso com certeza o município irá da continuidade a restauração, pois já entrei com duas ações contra esse tal IPHAN, uma ação da Ladeira Porto da Banca e outra da Ladeira Valter do Prado Franco e ainda uma ação contra a instalação da torre da Claro na rua das flores.