quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Eleições 2016 em São Cristóvão Parte 2

O período das convencões começou com grandes surpresas, Armando lança o filho, que logo mais na frente, desistiu, e em seu lugar colocou Josué e Jorge Lisboa.
Já Betão do povo teve uma convenção complicada, já que o vice foi definido pela aliança de Rogério Carvalho e Francisco Gualberto, todos esperavam Luciano uréia, e derepente colocam o inexpressivo Angelino do PT, e o PT esse que só foi PT na época de Wanderle e Marcos Santana.
Já o experiente Lauro Rocha fez sua convenção e escolheu Irai Lopes, um desconhecido político que não acrescentou nada a sua campanha, uma péssima escolha política, e pagou caro por esse erro.
Gedalva do umbauba, que cismou de ser candidata, mesmo depois de ter sido da base aliada de Armando Batalha, conseguiu escapar das garras de Armando, e subiu no conceito do povo depois das suas ações de parcerias com comunidades que sofriam a anos sem água, e atenção do poder público.
Carlos vilão fez uma campanha simples, sem expressão, fez o feijão com arroz, e declinou a sua quantidade de votos da última eleição.
Professor Luís Alberto, com uma campanha utópica, participou do pleito com dignidade.
Izaias Almeida, esse foi o grande fiasco eleitoral em São Cristóvão, ex-prefeito obteve quase a mesma quantidade de votos do primeiro colocado para vereador, mesmo com o apoio do pastor Samuel, que é pastor da Assembléia de Deus no Luiz Alves, e com infiltração em outras igrejas, o que nos dá uma ideia de penetracao em um meio de no mínimo seis mil pessoas naquela região, o que não aconteceu.
Izaias foi cortejado para ser vice de vários candidatos, coisa que ele não quis, e pagou o preço da decepção, uma resposta do povo a sua administração que foi um desastre na história de São Cristóvão.
Marcos Santana já na sua convenção surpreendeu a todos, apresentando a todos, apresentando o vice mais criticado, atacado de toda a campanha, e que todos queriam, Adilson Júnior, que trabalhou junto com Marcos, e construíram o caminho da vitória.

Nenhum comentário: