quarta-feira, 30 de novembro de 2016

ACONTECEU | PREFEITOS ELEITOS PARTICIPAM DE SEMINÁRIO ESTADUAL SOBRE SAÚDE

GIRO DE NOTÍCIA - 30.11.2016

Entender o mecanismo de captação de recursos e sua aplicação correta, conhecer os diversos programas do Ministério da Saúde, a questão dos repasses e o planejamento do SUS são apenas algumas das questões tratadas durante o I Seminário Estadual de Saúde para os Prefeitos Eleitos. O evento, realizado nesta quarta-feira, 30, na Universidade Tiradentes, é uma iniciativa do Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Saúde (SES), e reuniu prefeitos dos 75 municípios e gestores de Saúde.

O governador Jackson Barreto participou da abertura do Seminário e defendeu a necessidade de parceria entre Governo e Municípios para a gestão eficiente da saúde no Estado. “Nós precisamos trabalhar em parceria e discutir o que é papel do SUS, dos municípios, do Estado e da União. Nós sabemos que hoje, com a crise que estamos enfrentando, os recursos da saúde estão menores. Por isso, a Secretaria da Saúde faz um chamamento aos prefeitos para mostrar a responsabilidade de cada município, como o SUS atua e de que forma se pode estabelecer parcerias entre a gestão estadual e as prefeituras municipais. Saúde não tem partido e estamos aqui para esclarecer as competências de cada um e firmarmos parcerias para melhor atender a população. A saúde se faz com recursos e com capacidade de acolhimento e coração. Isso faz parte da nossa consciência”, declarou.

“Nós precisamos dos 75 municípios, dos 75 gestores municipais, para que a gente possa instituir essas políticas públicas e qualificar essa assistência. A saúde do Estado não pode ir bem se município A ou B não está integrado e não faz sua parte”, explicou a secretária de Estado da Saúde, Conceição Mendonça, que ressaltou ainda que a SES passará para cada gestor o quadro da Saúde em seu município, para que medidas possam ser tomadas para reforçar a qualidade da atenção primária. “A atenção primária é muito importante, é a porta de entrada para a saúde pública. Queremos construir essa rede integrada”.

Prefeitos Eleitos

Para o prefeito eleito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, além de se repensar o SUS, é necessário operar mudanças na gestão da saúde nos municípios. “Sei que a saúde está vivendo um momento de muita dificuldade e, neste momento, precisamos repensar o SUS. É fundamental que os municípios fortaleçam a atenção primária para desafogar a média e alta complexidade e melhorar o atendimento da média e alta complexidade”, disse.

“É uma preocupação do nosso governador e da Secretaria de Saúde a promoção de maior integração entre Estado e Município. Este evento é de uma importância fundamental. Não deve existir segregação na Saúde. Temos que promover a melhor qualidade no atendimento ao cidadão e verdadeiramente salvar vidas”, apontou a prefeita reeleita de Malhador, Elayne de Dedé.

Reeleito na Barra dos Coqueiros, Airton Martins elogiou a iniciativa do Governo em preparar os gestores para a administração correta dos recursos da Saúde.  “É muito importante essa iniciativa para os prefeitos que vão chegando e os que foram reeleitos. A saúde é prioridade  de nossa gestão e estamos aqui para encontramos soluções e melhorias conjuntas”.

Tal opinião também é partilhada pelo prefeito eleito de São Cristóvão, Marcos Santana. “A realização deste evento é muito importante. Estamos chegando e precisamos saber dessas políticas, da gestão de recursos para que possamos atender a população da melhor forma possível a partir de janeiro”.

Investimentos em Saúde

Nos últimos nove anos, o Governo do Estado empreendeu um vasto número de ações na área da saúde.  Seis hospitais regionais foram inaugurados (Lagarto, Propriá, Estância, Nossa Senhora do Socorro, Itabaiana e Nossa Senhora da Glória) , além de quatro UPA’s (Boquim, Simão Dias, Poço Redondo e Porto da Folha). Houve ainda a entrega de parte da obra de São Cristóvão e entrega do novo setor de urgência do Hospital de Tobias Barreto. Foram inauguradas também 88 Clínicas de Saúde da Família, distribuídas estrategicamente em 75 municípios do estado.

Apenas no Hospital de Urgência de Sergipe, foram investidos mais de R$40 milhões em reformas e adequações, com intervenções no Pronto Socorro, Centro Cirúrgico, unidade pediátrica, UTI e centro de oncologia e radiologia. Em julho, A rede estadual de urgência e emergência hospitalar de Sergipe recebeu mais de 700 novos equipamentos médico-hospitalares de alta complexidade, adquiridos com recursos na faixa de R$ 4,2 milhões, frutos do Proinveste.

Presenças

Participaram do evento o vice-governador Belivaldo Chagas; o secretário de Estado da Comunicação Social, Sales Neto;  o secretário Executivo do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde ( Conass), Jurandir Frutuoso e o diretor da Segrase e ex-secretário de Saúde, José Sobral.

Rw News - O seu canal de notícia

Nenhum comentário: