terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Atenção

Aracaju, 31 de Janeiro de 2017
Clóvis Barbosa diz que ¨uns 800 cheques podem levar ex-prefeitos para a prisão¨; 3 municípios tinham a mesma folha, com os mesmos nomes


Na próxima sexta-feira, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Clovis Barbosa de Melo, receberá em audiência dirigentes sindicais para discutir a situação salarial da Prefeitura de Aracaju.
O Sepuma e o Sindimed pediram o bloqueio do das contas.
Na manhã desta teça-feira, 31, Clóvis Barbosa disse não entender como o prefeito decidiu pagar em 12 parcelas os salários de dezemro: ¨é o único caso em Sergipe que uma prefeitura diz que vai pagar em 12 meses¨.
O presidente do TCE foi informado por dirigentes sindicais que, em reunião, Edvaldo desabafou: ¨quem foi eleito prefeito de Aracaju não foi Clóvis Barbosa¨.
Resposta do presidente do TCE: ¨Ele deixe de falar besteira conversa fiada, e administre a Prefeitura de Aracaju¨.
Operação Antidesmonte
Em entrevista à imprensa, o presidente do TCE disse que ¨a sociedade pode aguardar que muita coisa será revelada até o mês de março¨, como resultado da Opeeração Antidesmonte.
Segundo ele, 1.056 cheques sacados por gestores públicos até o últmo de mandato: ¨uns 800 cheques podem levar ex-prefeitos e ex-secretários para a prisão¨.m
Ainda de acordo com Clóvis, ¨três municípios tinham as mesmas folhas de pagamento com os mesmos nomes¨.
Evitando revelar nomes, o presidente do tribunal disse que o ex-prefeito de Pinhão, Eduardo Marques (PSB), mandou um CD em branco como se estivesse prestando contas de sua gestão.
Clóvis Barbosa disse que dois escritórios de contabilidade monopolizam as prestações de contas dos municípios.

Nenhum comentário: