terça-feira, 7 de março de 2017

Luís Alberto, Presidente do PSOL/SC

Quando se trata de transição politica em São Cristovão existe um ritual nefasto que se repete sempre.

-Primeiro: A maioria da população trata o novo gestor como um verdadeiro "salvador da pátria", onde ninguem pode tecer nenhum comentário sobre a gestão.

-Segundo: A administração mostra deficiencia  não cumprindo serviços básicos (vide posto de saúde fechado do Eduardo Gomes), culpando sempre a ADM anterior pelos problemas e deficiências de gestão.

-Terceiro: Uma parte da população que apoiou na campanha e não foi contemplada na atual gestão, começa a se revoltar e cobrar o que de fato foi prometido em campanha, colocando a gestão em situação complicada, pois uma coisa é prometer, outra é cumprir.

Enfim, ao meu ver o que muda se o sistema é o mesmo de gestões anteriores, inclusive a maioria das empresas que prestavam serviços nas gestões de Alex Rocha e Rivanda Batalha/Jorjão, tambem  prestam serviço na gestão de Marcos Santana.

Fazer o quê em uma cidade em que as eleições são definidas em numerosas carreatas?

Mudam os atores mas não muda o sistema!
Apenas acompanhando!!!

Luis Alberto
Presidente PSOL São Cristovão/SE

Nenhum comentário: