quarta-feira, 1 de agosto de 2018

A Administração Marcos Santana, Comemora Oito Anos de Patrimônio da Humanidade, Mesmo sem Apoio Popular

A administração Marcos Santana, e seus aliados comemoram oito anos do titulo de patrimônio da humanidade conquistado pela praça São Francisco, o que até hoje não conseguiu empolgar a população da cidade.
Os motivos são vários, um deles é o órgão federal na cidade chamado IPHAN, que ao longo dos anos construiu um muro que só se tornou intransponível a cada dia, com fiscalizações desproporcionais, travando as possibilidades de modernização da cidade, e até distânciando os que um dia pensaram em investir no centro histórico.
A chancela da praça trouxe poucos frutos, a não ser para algumas pessoas, que de forma, premeditada planejou cada passo, para colher frutos individualmente, mesmo o trabalho foi coletivo.
O modos operante dos pseudos intelectuais, que rodeiam o prefeito Marcos Santana, é esse, marketing pessoal é o tom, com eventos a onde eles brilhem, e as luzes da ribalta estejam sempre a disposição deles.
O evento em si, demostra o isolamento social do prefeito Marcos Santana, que tem como marca ser antisocial,  isso se reflete em seus eventos, que conta apenas com os cc's e estudantes de escolas públicas, para a estarem ali.
A festa como sempre, dominada por ritus de religiões de matriz africana,  sempre nos eventos da atual administração, e alguns grupos folclóricos.
Uma palestra show do historiador que participou da campanha pró patrimônio da humanidade, é colheu seus frutos sozinho,  a tarde, a academia sancristovese de letras, criada pela mesma pessoa, sabiamente, para de tempos em tempos, ter um palco, é plateia.
Mas de fato mesmo, a tal chancela em nada melhorou a vida no centro histórico, pelo contrário, as pessoas tem tido um sentimento cada vez maior de desprezo pelo nosso rico patrimônio histórico.

Nenhum comentário: